Notícias

VIII formação Paralapracá dialoga sobre leitura e escrita na educação infantil

21/05/15 11:16 - Notícias

21 de maio de 2015

VIII formação Paralapracá dialoga sobre leitura e escrita na educação infantilConfirmando a boa receptividade do formato itinerante das formações da equipe do projeto Paralapracá nas redes municipais parceiras no ciclo II (2013 e 2016), Natal (RN) sediará a VIII formação, que terá o eixo de Literatura como foco da formação e, dentro dele, a leitura e a escrita na educação infantil como um dos temas formativos. O encontro acontece de 8 a 12 de junho, no Centro Municipal de Referência em Educação Aluísio Alves (Cemure), onde são realizadas as formações da Rede Municipal de Educação do município. Estarão presentes assessoras pedagógicas, gerentes e supervisoras da Educação Infantil e coordenadoras pedagógicas locais, que participarão dos momentos dedicados ao eixo de Literatura, juntamente com a equipe técnica da secretaria.

Segundo Mônica Samia, coordenadora de implementação do projeto, “as formações itinerantes permitem que a equipe conheça as distintas realidades de cada município, identifique aproximações e singularidades, se inspire e se fortaleça para que, ao retornar às suas realidades, possa ter seu repertório ampliado. Com esta itinerância, a rede Paralapracá se fortalece e consolida”. O encontro de Natal é o quarto no formato itinerante, os três anteriores foram realizados em Maceió (AL), Olinda (PE) e Maracanaú (CE).

Para Selma Badaque, assessora pedagógica de Natal, o encontro de formação contribui muito para que todos os municípios que fazem o Paralapracá ampliem os estudos e as reflexões sobre os eixos estudados. A possibilidade da itinerância permite que as experiências desenvolvidas ao longo do projeto em cada uma das redes parceiras possam ser compartilhadas com as demais por meio de relato de experiências. “Além disso, o encontro itinerante permite que os coordenadores pedagógicos do município sede participem de perto de momentos estratégicos da formação e tenham novas oportunidades de aprendizagem e maior compreensão deste movimento amplo do projeto Paralapracá”, complementa.

A formação prevê uma série de diálogos, que em Natal acontecerão em torno da literatura, leitura e escrita na Educação Infantil, divididos em dois momentos. Num primeiro, o tema em pauta será abordado à luz das diretrizes nacionais e contará com presença da Prof. Dra. Cláudia Pimentel. Num segundo, o diálogo acontece com destaque para as narrativas orais e populares e o terceiro momento pretende criar uma sinergia com os materiais do Paralapracá, e terá as próprias assessoras pedagógicas do projeto à frente das discussões.

“Estamos nos preparando para esse momento importante de ‘mergulharmos’ na literatura infantil, vivenciando e refletindo sobre a sua presença no cotidiano da infância”, diz a assessora pedagógica de Natal. Selma conta ainda estar confiante que a oportunidade de dialogar sobre a literatura oral, considerando os saberes da comunidade, será um momento ímpar para toda a equipe. “Nossa expectativa é que, mais uma vez, todo o aprendizado chegue às crianças por meio de uma educação infantil de qualidade”, complementa.

Dando prosseguimento ao encontro, Mônica Samia estará à frente do compartilhamento de experiências e aprofundamento da compreensão sobre a tematização da prática, tema abordado no segundo bate-papo do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do projeto Paralapracá, realizado em abril .

A formação do Paralapracá em Natal também abrirá espaços para compartilhamentos, alinhamentos e aprofundamento sobre o eixo formativo vigente; proporcionará um momento para formação sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), monitoramento e planejamento de estratégias para consolidação, expansão e sustentabilidade do projeto nos municípios, além de promover a troca de experiências inspiradoras de Natal, que recebe a equipe.

O projeto Paralapracá é uma ação do programa Educação Infantil do Instituto C&A e visa contribuir para a melhoria da qualidade do atendimento às crianças na educação infantil, com vistas ao seu desenvolvimento integral. O projeto se desenvolve em aliança com secretarias municipais de Educação e possui dois âmbitos de atuação: a formação continuada de profissionais de educação infantil e o acesso a materiais de uso pedagógico de qualidade, tanto para crianças quanto para professores. A iniciativa é implementada em parceria técnica com a Avante – Educação e Mobilização Social.

Em seu segundo ciclo (2013-2015), o projeto Paralapracá é implementado nos municípios de Camaçari (BA), Maceió (AL), Maracanaú (CE), Natal (RN) e Olinda (PE). O primeiro ciclo da iniciativa (2010-2012) abrangeu as cidades de Campina Grande (PB), Caucaia (CE), Feira de Santana (BA), Jaboatão dos Guararapes (PE) e Teresina (PI).