Notícias

Salvador recebe encontro para fortalecimento de comunidades de aprendizagens

18/10/19 11:20 - Notícias

18 de outubro de 2019

Aconteceu nos dias 16 e 17 de outubro o Encontro Regional do projeto Comunidade de Aprendizagem (CdA), que propõe um conjunto de Atuações Educativas de Êxito (AEE) voltadas para a transformação educacional e social, começando na escola, mas com foco em integrar tudo o que está ao seu redor. O encontro anual é voltado para formadores certificados pelo Projeto: gestores e técnicos de secretarias municipais e estaduais de Educação, além de professores e coordenadores pedagógicos. O objetivo do evento é a troca​ de experiências e o fortalecimento de redes de aprendizagem.

Na manhã do dia 16 (quarta) foi realizada uma reunião de parceiros técnicos, na qual, além da Avante, que atua em Euclides da Cunha (BA), estiveram presentes o Instituto Conceição Moura, que atua em Pernambuco, o Instituto Chapada, que também atua na Bahia, na região da Chapada Diamantina, e o Instituto Natura, apoiador do projeto em todo Brasil e em seis países da América Latina e promotor do evento. De acordo com Carolina Duarte, psicóloga e consultora associada da Avante: “foi um momento de trocar experiências, falar dos desafios, dos ganhos e pensar as ações para 2020”, disse.  Durante a tarde, Carla Chaves, ex-consultora associada da Avante, fez uma palestra com o tema: Conflitos na escola: conceptualização, prevenção e caminhos para resolução.

Desafios

No encontro entre parceiros um dos principais desafios apontados pelas instituições, e uma preocupação para 2020, é a mudança dos gestores nas redes municipais. Priscila Collet, formadora do Instituto Natura, destacou a “necessidade de fortalecer a comunidade local para que possam cobrar a permanência do Projeto, independente das mudanças na administração pública”, disse.   

Desde 2014 a Avante executa o Comunidade de Aprendizagem. Atualmente realiza formação de gestores e professores em Euclides da Cunha para implementação da iniciativa, além de colaborar com o governo municipal na mobilização dos diversos atores da Rede para revisão do Regimento Escolar Único e o fortalecimento o CdA dentro da secretaria municipal de Educação.

Segundo dia

No dia seguinte, 17 (quinta), foi debatido o histórico, conquistas e perspectivas para o CdA. Durante a manhã, o grupo trabalhou em mesas temáticas com foco em estratégias para fortalecimento do Projeto nos municípios. Durante a tarde, aconteceu a Tertúlia Dialógica, uma das AEE propostas pelo Projeto nas escolas, que consiste em encontros entre alunos e mediadores, em sua maioria voluntários da comunidade escolar ou do seu entorno, para dialogar sobre uma obra literária clássica. No evento, os participantes puderam vivenciar essa atividade, promovendo, também, uma reflexão sobre as ações educativas que estão proporcionando dentro das escolas.  O diferencial é que com os técnicos são utilizados textos clássicos de alguma área de conhecimento. Por isso são chamadas de Tertúlias Pedagógicas Dialógicas. “Essa foi uma proposta da Avante em 2015, quando atuávamos em Fortaleza e Novo Horizonte (CE) e sugerimos que as formações com as equipes das secretarias fossem realizadas no formato das AEE. É importante que os profissionais experimentem as atividades que propõe”, disse Carolina Duarte. O dia foi finalizado com um debate sobre as contribuições do Comunidade de Aprendizagem nos municípios.

Atuações Educativas de Êxito (AEE)

A tecnologia do Comunidade de Aprendizagem foi formada a partir de pesquisas do Centro Especial de Investigación en Teorías y Prácticas Superadoras de Desigualdades (CREA/Barcelona), realizadas ao longo de 30 anos. É baseada nos princípios da aprendizagem dialógica e composta por sete (07) Atuações Educativas de Êxito (grupos interativos, tertúlia literária dialógicas, biblioteca tutorada, modelo dialógico de resolução de conflitos, participação educativa da comunidade, formação de familiares e formação pedagógica dialógica). As AEE são práticas voltadas para a transformação educacional e social que começam na escola, mas integra tudo ao seu redor.

O Projeto foi criado nos anos 1990 pelo Centro de Investigação em Teorias e Práticas de Superação de Desigualdades (CREA), da Universidade de Barcelona, na Espanha. A finalidade é atingir uma Educação de êxito para todas as crianças e jovens, com base no conhecimento acumulado pela comunidade científica internacional e em colaboração com os principais autores e autoras de diferentes disciplinas.