Notícias

PRODEI é incorporado ao Nossa Rede, programa pedagógico de Salvador

09/11/15 13:56 - Notícias

9 de novembro de 2015

PRODEI é incorporado ao Nossa Rede, programa pedagógico de SalvadorDesde o dia 15 de outubro, Dia do Professor, o Programa de Desenvolvimento de Educação Infantil (‎PRODEI), que vem sendo desenvolvido, desde agosto de 2014, por meio de parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Salvador e a Avante-Educação e Mobilização Social, foi incorporado ao Programa Nossa Rede. Naquele dia festivo, num evento realizado no Centro de Convenções do Hotel Fiesta, o Nossa Rede foi lançado oficialmente e o PRODEI deixou de existir como nome, e sua estrutura passou a ocupar o espaço da Educação Infantil do programa pedagógico da Prefeitura, que em sua totalidade abrange também o Ensino Fundamental I.

Com isso, a parceria da Avante com a SMED continua ainda mais firme, e nesse momento está pondo em prática a fase de formação dos profissionais da Rede. Sendo assim, a Educação Infantil da Rede Municipal de Salvador, a partir de 2016, contará com os três eixos distintos e complementares que vinham sendo desenvolvidos sob a nomenclatura de PRODEI: a produção de material, a formação de profissionais e a construção da plataforma de monitoramento.

Vale ressaltar, como disse a gestora institucional da Avante, Maria Thereza Marcilio, em seu discurso durante o lançamento do Nossa Rede, o caráter pioneiro dessa ação no país. “Que nos coloca no cenário nacional, atraindo o interesse tanto do MEC e de outras redes de ensino, assim como de várias organizações da sociedade civil, que já pediram para conhecer mais de perto o trabalho desenvolvido.”, disse.

Materiais

No lançamento do Nossa Rede, Maria Thereza Marcílio teve a oportunidade de explicar a estrutura do Programa destinado à Educação Infantil para os profissionais da Rede, que lotaram um dos auditórios do Hotel Fiesta. “Sobre os materiais preciso dizer que são fruto de uma construção coletiva, desde a concepção até a avaliação, por meio de grupos de trabalho, de rodas de conversa com famílias e crianças e de visitas às instituições. É preciso dizer que o conjunto deles é inovador na forma de apresentação, na seleção e abordagem dos conteúdos, na proposta e destinação do uso”.

Ela acrescentou que os materiais têm “a cara da nossa Rede, seja pelo processo de produção, que envolveu um inventário de experiência e práticas bem sucedidas existentes na Rede e reflexões sobre elas, seja pelas ilustrações que trazem as crianças, os profissionais e as famílias”, disse antes de listar os materiais construídos. A Rede Municipal de Salvador contará com: portfólios (para crianças de quatro meses a cinco anos) para acompanhamento e registro do desenvolvimento da aprendizagem, possibilitando aos profissionais e às famílias visualizarem e compreenderem cada criança no seu processo. Uma Agenda da Criança – instrumento de comunicação entre a família e o centro, organizada a partir dos direitos das crianças, ampliando o conhecimento sobre eles.

Há também as Orientações Pedagógicas para profissionais que atuam na creche. Feito em material flexível e durável os chamados “Pranchões” tratam de conteúdos orientadores e mobilizadores para colaborar com um atendimento de qualidade às crianças de 0 a 3. Em outro formato, as Orientações Pedagógicas também foram desenvolvidas para os professores das crianças entre 4 e 5 anos abordando tanto aspectos do desenvolvimento infantil como modos de organizar a rotina, sugerindo atividades e orientando a prática, tendo como norteador os referenciais.

Para os gestores das instituições, um material com orientações que trazem conteúdos relacionados aos diferentes aspectos pedagógicos e administrativos que lhes compete com o objetivo de oferecer o serviço com a melhor qualidade possível. E para finalizar, o Kit para as Famílias (um diário de famílias impressos e em DVD). São orientações sobre desenvolvimento infantil, modos de atuar, sugestões de atividades, brincadeiras, informações sobre o que esperar do Centro Municipal de Educação Infantil e como se comunicar com ele.

Como resultado das ações deste último ano para a Educação Infantil, a Rede passa a contar também com um Referencial Curricular Municipal para Educação Infantil, “um documento base para esse segmento da educação, fundamentado nas DCNEI [Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil], mas dando a cor local, trazendo elementos da cultura e dos modos de ser e estar da população soteropolitana, o que norteará as propostas pedagógicas de cada centro municipal de educação”, diz Maria Thereza Marcilio.

Formação

Iniciada recentemente, as formações tem como foco na implementação do projeto pedagógico da Educação Infantil. De acordo com Maria Thereza Marcílio, a partir dessas formações, “será possível contribuir para a criação de uma cultura de ‘escola aprendente’, em que todos se envolvem, questionam, buscam e constroem conhecimentos e habilidade”.

Monitoramento

O Sistema de Monitoramento será implantado considerando todas as instâncias que envolvem a Rede Municipal e suas instituições que atendem a Educação Infantil, Gerências Regionais e Órgão Central, tendo como objetivo gerar informações que contribuam para a tomada de decisões na busca da melhoria da qualidade do atendimento às crianças. Para tanto, haverá uma plataforma virtual construída a partir do documento: Indicadores de Qualidade da Educação Infantil (INDIQUE), também adaptado pelos profissionais á realidade da Rede.