Notícias

Pontinhos de Leitura criam ambiente adequado para o universo infantil

16/06/16 09:58 - Notícias

16 de junho de 2016

Pontinhos de Leitura criam ambiente adequado para o universo infantil“O olho vê, a lembrança revê e a imaginação transvê. É preciso transver o mundo.” Um dos versos mais populares do poeta mato-grossense Manoel de Barros fala sobre a importância de novos olhares diante do mundo, produzindo novas realidades. É o que tem feito o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Margarida Alves, situado na região rural do município de Olinda (PE) e participante, desde 2013 (Ciclo 2), do projeto Paralapracá, com a realização dos Pontinhos de Leitura, projeto de promoção da leitura nas casas dos alunos desenvolvido pela professora de educação infantil Roberta Barros de Oliveira, com apoio de outras professoras e da coordenadora pedagógica Terezinha Andrade.

Compostos por uma estante com 20 livros escolhidos cuidadosamente (todos adequados à faixa etária das crianças) e uma mesinha com cadeirinhas plásticas, os Pontinhos de Leitura são espaços de leitura montados em algumas casas das crianças que frequentam o CMEI. Uma delas com dificuldade de acesso cotidiano à instituição, por problema de saúde. A proposta inicial é que os Pontinhos de Leitura funcionem por três meses em cada residência, promovendo um rodízio entre as famílias.

Como surgiu

Desde o ano passado, a professora Roberta Barros de Oliveira vinha realizando uma iniciativa de leitura itinerante, a Mala da Leitura, levando livros para as casas das crianças. Com as visitas às residências, foram identificados problemas com relação ao acesso à leitura. Percebeu-se a ausência quase generalizada de espaços de exposição de livros, como estantes, por exemplo, e de acesso aos materiais de leitura, adaptados aos interesses das crianças. Em outras palavras, ainda que os livros fossem emprestados da Mala da Leitura, não havia um espaço apropriado, os livros não ficavam visíveis para o restante da família, além de faltarem estímulos para a leitura compartilhada.

Os Pontinhos de Leitura surgem, então, para superar esse entrave. “No CMEI temos avançado muito. Buscamos desenvolver atividades lúdicas, trazendo o mundo encantado das histórias infantis, resgatando brincadeiras e incentivando a relação entre família e a instituição. Nosso desafio diário, porém, é fazer com que nossa ação possa ter continuidade nas casas das crianças, o que tem se mostrado muito difícil devido às péssimas condições de moradias. Nas casas não existem livros, muito menos um lugar apropriado para o hábito da leitura. No CMEI acompanhamos o desenvolvimento rápido e os olhinhos brilhantes folheando os livros, e vemos este interesse sendo mutilado pela dureza da vida e pelo descaso”, explica a professora Roberta.

Novos Pontinhos

As crianças atendidas têm entre 1 e 5 anos de idade, moram em uma área de grande vulnerabilidade social, na zona rural de Olinda, e vivem próximas ao aterro sanitário de Peixinhos (antigo lixão). Com a implantação do projeto, o desejo das professoras e da coordenadora pedagógica é de que os Pontinhos de Leitura priorizem o maior número possível de crianças em cada comunidade. Para garantir a sustentabilidade do projeto, o CMEI Margarida Alves tem contado com a ajuda da ONG Somos Professores, que doou livros de literatura de qualidade.

O material utilizado nos Pontinhos de Leitura pertence à instituição e será cedido temporariamente aos pais ou responsáveis, que devem assinar um termo de compromisso para zelar pelo material e participar do rodízio. Todo o processo foi explicado detalhadamente numa reunião de familiares e responsáveis pelas crianças, muitos já bem informados por terem acompanhado a atividade da Mala da Leitura. A cada momento de encontro, seja no CMEI ou na residência, as professoras conversam com as famílias para sensibilizá-las e estimular os adultos a serem mediadores do processo de promoção da leitura em suas casas.