Notícias

Paralapracá encerra atividades em Caucaia – Ce

13/12/12 14:16 - Notícias

13 de dezembro de 2012

O Paralapracá (PLPK) encerrou suas atividades em Caucaia (CE) com uma solenidade, marcada pela sorriso e alegria de muitas crianças. O evento foi realizado pela Coordenadoria de Desenvolvimento Pedagógico Educação Infantil Anos Iniciais da Secretaria Municipal de Educação de Caucaia (SME) no último dia 10, no auditório do SESC-Iparana.

O evento foi aberto pela subsecretaria da Educação, Aparecida Vital, que valorou a parceria entre o Instituto C&A e a Avante – Educação e Mobilização Social no acompanhamento do trabalho realizado no município e agradeceu a supervisora do PLPK em Caucaia Maria Jotacília, e a assessora do Paralapracá,  Iany Bessa, pelo trabalho realizado.

Entre os presentes, a Professora Maria de Jesus, representante do Ministério da Educação (MEC), PROINFÂNCIA, que ressaltou a importância que o trabalho da educação infantil tem para o atendimento de qualidade às crianças, técnicos da secretaria de Educação, além de diretores, coordenadores, comunidade escolar, pais, alunos e professores das 26 escolas contempladas.

O colorido ficou por conta da amostra cultural realizada pelas 26 escolas que expuseram trabalhos realizados no último eixo desenvolvido nas formações, além da contação de história do livro “O homem que amava caixas” realizada pela técnica da SME, Sara Cipriano. A parceria entre movimento e música foi trazida pela apresentação de dança, “Xote Ecológico,” de alunos do Centro de Educação Infantil Gilda Braga. O evento também contou com a palestra da Professora Edite Colares, em que abordou a temática “O brincar e a Arte na Educação Infantil”.

Apresentaram-se ainda a Escola Centro Integrado de Desenvolvimento Infantil com a música “Nem se despediu de mim”, em alusão ao eixo “Assim se Explora o Mundo”, no qual a escola desenvolveu o projeto sobre a vida de Luiz Gonzaga; a Escola Casa da Criança com a apresentação  teatral das crianças, inspirada no livro  “A galinha Xadrez”, em que foi demonstrada a autonomia das crianças, do trabalho dos professores e do acompanhamento dos coordenadores.