Notícias

OSCs planejam documentário com vozes das crianças brasileiras

13/09/19 11:14 - Notícias

13 de setembro de 2019

Representações de várias organizações do terceiro setor, entre associações, redes, movimentos, fundações e institutos reuniram-se para analisar o cenário da Primeira Infância no País e buscar pontos de contato, lacunas e possibilidades. Este foi o ambiente no qual brotou a ideia de produção de um documentário inspirado no Voices of Children (VoC), porém focado nas vozes das crianças do Brasil.  O VoC foi elaborado e produzido voluntariamente pelos integrantes do GT Children’s Right, do World Forum (disponível online na página da World Forum Fundation) e traz  registro das escutas e participação de crianças de cinco países: Singapura, Estados Unidos, Quênia, Índia e Brasil, realizada a partir de abordagens positivas sobre o que elas pensam sobre a própria vida, o lugar em que moram, a escola e como gostariam que fossem.

O grupo saiu do evento já com um pré-projeto e plano para captação de recursos. “Conseguimos chegar a alguns acordos e validar essas propostas que vão ser tocadas por diferentes organizações”, ressalta Maria Thereza, presidente da Avante – Educação e Mobilização Social. A proposta surgiu em um dos grupos de trabalho que compuseram o encontro realizado nos dias 29 e 30 de agosto de 2019, em Itapecerica da Serra – SP.  Compunha o grupo: a Avante – que integrou a equipe que idealizou e produziu o VoC, além de apresentá-lo em duas edições do Word Forum on Early Care and Education – a Usina da Imaginação; e o Movimento Interforúns de Educação Infantil do Brasil (MIEBI).

Encontro:

Essas e outras organizações atenderam ao convite do Unicef, United Way, Instituto Alana, Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Pórticus e da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) para pensar a criação de um Grupo Colaborativo pela Primeira Infância, integrado apenas por organizações da sociedade civil. Muitas delas, integrantes da RNPI – uma articulação iniciada em 2007, que hoje conta com mais de 200 instituições de todo país: da sociedade civil, do governo, do setor privado, de outras redes e também multilaterais, que atuam, direta ou indiretamente, pela promoção e garantia dos direitos da Primeira Infância. O diálogo ocorreu em torno do atual panorama político e seus impactos para a primeira infância. “O evento foi importante porque possibilitou uma troca de experiências entre essas diversas instituições. Mesmo não havendo uma homogeneidade de propostas e metodologias, conseguimos conversar com civilidade e amorosidade, honestidade e confiança”, disse Maria Thereza.

O evento foi mediado pela Reos Partners, empresa com 20 anos de experiência na mediação de conflitos, desenvolvendo e facilitando projetos de mudança sistêmica e metodologias de transformação. Antes do encontro, cada um dos 35 participantes foi entrevistado, podendo falar um pouco sobre sua visão sobre a primeira infância no Brasil. Essas entrevistas foram o material base para elaboração de um relatório síntese contendo frases que estavam presentes na maioria dos depoimentos e que foram condutores para o diálogo no evento.