Notícias

Ministério da Saúde recomenda abordagens não medicalizantes contra déficit de atenção

21/12/15 14:50 - Notícias

21 de dezembro de 2015

21_12_15_Ministério da Saúde recomenda abordagens não medicalizantes contra déficit de atençãoO Ministério da Saúde fez recomendações de adoção de medidas não medicalizantes para crianças, quando estiverem sob tratamento de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Trata-se de padrão persistente e severo de desatenção, hiperatividade e impulsividade, que provocam prejuízo ao desenvolvimento infantil e ao funcionamento social, acadêmico ou ocupacional. As recomendações são baseadas em análises sobre o transtorno, que incluem como ele tem sido diagnosticado e tratado no Brasil e qual a efetividade e riscos associados ao uso do metilfenidato, medicamento utilizado para o tratamento, conhecido mais comumente como Ritalina.

Alertando que o aumento do consumo deste medicamento, que vem acompanhado de uma utilização abusiva em creches, escolas e centros de assistência social, é resultado de uma imprecisão diagnóstica, o Ministério propõe abordagens terapêuticas não medicalizantes, além da elaboração de protocolos de prescrição (municipal e estadual) para o uso racional do medicamento.  O documento tem o objetivo também de estimular uma compreensão mais integral das dificuldades de aprendizagem apresentadas por crianças e adolescentes.