Notícias

Metas para a Salvador que Sonhamos inclui a primeira infância

08/09/16 16:26 - Notícias

8 de setembro de 2016

Encontros propostos por coletivos e organizações apartidárias buscam pactuar metas entre sociedade civil e poder público para a criação de políticas urbanas e sociais de Salvador. A ação está sendo realizada por um grupo de coletivos e organizações da sociedade civil que vêm promovendo, desde agosto, no Candyall Gueto Square (Salvador – BA), o Ciclo de Diálogos – Metas para a Salvador que Sonhamos. A Avante – Educação e Mobilização Social integra o movimento representando a Rede Estadual Primeira Infância (REPI – BA), e leva a pauta de direitos da criança de zero a seis anos para os candidatos à Prefeitura de Salvador.

O movimento propõe a participação da sociedade civil por meio da apresentação de sugestões de metas prioritárias para a gestão da cidade às equipes de campanha dos candidatos e candidatas à Prefeitura. O Ciclo de Diálogos foi dividido em três momentos, o primeiro aconteceu no dia 30 de agosto destacando o tema: arborização urbana e mobilidade ativa; o segundo no dia cinco de setembro sobre gestão de resíduos. O próximo irá abordar inovação e inclusão social e acontece na terça feira, 13 de setembro e irá apresentar demandas consideradas urgentes para garantir a moradores e moradoras de Salvador o Direito à Cidade. Os três encontros culminam em uma conversa com os próprios candidatos, que serão convidados a assinar uma carta compromisso no dia 20 de setembro.

À frente da ação estão grupos da sociedade civil de Salvador que atuam na busca de direitos de mobilidade, saúde, segurança, bem-estar e inclusão social que têm realizado ações conjuntas por compreender que, mesmo focados em temas específicos, estão todos atrás de um mesmo objetivo: uma cidade feita para pessoas. “Para que isso tenha mais efeito, é imprescindível que consigamos dialogar com quem ocupa os cargos públicos, propondo a gestão compartilhada da cidade”, afirma Débora Didonê, do movimento de intervenção urbana Canteiros Coletivos.

Criança é Prioridade

“Uma cidade estruturada para a primeira infância é uma cidade inclusiva, com espaços educadores, mobilidade ativa, arborizada e limpa. É uma cidade para pessoas. Por isso nós aderimos ao Movimento Juntos Por Salvador”, afirma Ana Marcilio, consultora associada da Avante, que vem se articulando com o movimento pelos direitos da primeira infância.

A Campanha Criança é Prioridade, lançada pela Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), da qual a Avante é integrante, além desempenhar o papel de secretaria executiva da REPI – BA, levará, no dia 20 de setembro, um termo de compromisso com os direitos das crianças na primeira infância para apresentar aos candidatos à Prefeitura. Caso assinem o termo, os candidatos se mostrarão sensíveis ao tema da promoção de uma vida melhor para as crianças pequenas da cidade, pois estarão afirmando priorizar seus direitos em seu plano de governo, além de prometer analisar e diagnosticar a situação da vida delas do município. Os candidatos se comprometem, ainda, em implementar o Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI), reunindo as organizações da sociedade civil e todas as secretarias municipais que cuidam de temas relacionados à garantia dos direitos das crianças, como saúde, educação e assistência social.

Os encontros

A iniciativa, apartidária, propõe um espaço em que a sociedade civil possa ter voz, e garante o mesmo tempo de fala às equipes de todos os candidatos. A ideia é aproveitar o momento das eleições para incluir nos planos de gestão municipal as demandas da sociedade civil relacionadas a políticas públicas urbanas e de inclusão social. Para Erica Telles, do coletivo Mobicidade Salvador, “este é um espaço para a sociedade civil ter a chance de expor suas ideias de forma democrática a quem almeja assumir a gestão pública”, afirma.

O Ciclo de Diálogos é organizado localmente por Canteiros Coletivos, Cidadanize-se, Desabafo Social, Gambá, La Frida Bike, Kumasi, Mobicidade Salvador, Pracatum e SER, e tem apoio da Avante – Educação e Mobilização Social (RNPI), plataforma do Programa Cidades Sustentáveis e da União dos Ciclistas do Brasil, todos de repercussão nacional.