Notícias

Maracanaú realiza III Encontro Itinerante e VII Formação Paralapracá

05/03/15 14:28 - Notícias

5 de março de 2015

Maracanaú realiza III Encontro Itinerante e VII Formação ParalapracáMaracanaú (CE) será a sede do III Encontro Itinerante e VII Formação do projeto Paralapracá. Segundo a assessora local do projeto, Iany Bessa, a rede municipal de educação, parceira do projeto no ciclo II, se prepara com um misto de empolgação e ansiedade. “Queremos acolher bem os amigos que fizemos nas outras formações, mas, acima de tudo, queremos demostrar o quanto aprendemos e o tanto de mudanças o Paralapracá trouxe para os educadores e educandos do munícipio”, explicou. A formação ocorrerá entre os dias 09 e 13 de março e dará continuidade às reflexões sobre o eixo de Organização de Ambientes, iniciadas na VI Formação em Olinda, sendo ministrada pela equipe da Avante e por uma especialista no eixo.

O evento será dividido em duas etapas, a primeira acontecerá no município de Maracanaú e a segunda em Fortaleza. O primeiro momento é dirigido ás assessoras pedagógicas, gerentes e supervisoras da Educação Infantil, quando acontecerá uma imersão na cultura da cidade e no legado do Paralapracá nas 30 escolas da rede pública municipal, nas quais o projeto foi implementado. Além de um passeio pelas belezas ecológicas do local, que fica próximo da Serra de Maranguape, região de intenso ecoturismo, os participantes terão contato com música e danças típicas da cidade.

Para o compartilhamento da experiência do Paralapracá no município, os participantes visitarão a Escola Luís Carlos Prestes. “Queremos mostrar o que o Maracanaú ganhou com o projeto ao colocar a criança em foco. Mostrar o que está acontecendo nas escolas que tanto mobiliza, encanta e produz mudanças”, informou Iany Bessa. Ela conta ainda que o interesse do município é que o encontro fortaleça as ações de expansão do projeto para todas as 75 instituições da rede.

A segunda parte da VII Formação do Paralapracá será realizada no Hotel Praiano, no Bairro Beira Mar, em Fortaleza. Nesta etapa, além de poderem usufruir da área turística e cultura mais importante da capital cearense, onde está o hotel, os participantes vão refletir coletivamente sobre o projeto com vistas a oferecer subsídios às redes e orientar o seu andamento.

Objetivos

A equipe presente à formação conhecerá os dados da segunda etapa de avaliação do projeto, que serão apresentados pela Move – Avaliação e Estratégia em Desenvolvimento Social, empresa responsável pela avaliação externa. Na ocasião também serão debatidos e planejadas ações estratégicas relativas à expansão, consolidação e sustentabilidade do projeto nos municípios. Para alinhar e aprofundar concepções sobre o eixo de Organização de Ambientes foi convidada a professora da Universidade Federal do Ceará, Silvia Cruz.

Outro ponto estratégico da formação está relacionado ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Paralapracá, plataforma onde acontecem as trocas e construções coletiva de conhecimentos, com vistas ao fortalecimento da identidade das coordenadoras envolvidas, em relação ao seu papel como formadoras. A ideia é mobilizar toda a equipe do projeto para a compreensão do AVA como ação estratégica e fortalecer o grupo de assessoras no cumprimento de suas funções, especialmente, como mediadoras no ambiente. Os diálogos em torno do AVA do Paralapracá serão mediados por Lilian Galvão, que também coordena esta ação, e a equipe da Entremeios,que presta a consultoria especializada na área e é parceira do Projeto.

Paralapracá

O projeto Paralapracá é uma frente de trabalho do programa Educação Infantil do Instituto C&A realizado a partir do estabelecimento de alianças com secretarias municipais de Educação, selecionadas por meio de edital. O projeto possui dois âmbitos de atuação: a formação continuada de profissionais de educação infantil e o acesso à materiais de qualidade, tanto para crianças quanto para professores.

A iniciativa é implementada em parceria técnica com a Avante – Educação e Mobilização Social. Integraram o primeiro ciclo do projeto os municípios de Jaboatão dos Guararapes (PE), Caucaia (CE), Feira de Santana (BA), Teresina (PI) e Campina Grande (PB). Neste segundo ciclo, que corresponde ao período de 2013 a 2015, cinco municípios integram o projeto: Camaçari (BA), Maceió (AL), Maracanaú (CE), Natal (RN) e Olinda (PE).