Notícias

Luta pelos direitos das crianças e adolescentes perde importante ícone

28/02/18 10:12 - Notícias

28 de fevereiro de 2018

É com pesar que a Avante – Educação e Mobilização Social se depara com o falecimento de Wanderlino Nogueiro Neto, referência nacional e internacional na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. Wanderlino Neto faleceu na última segunda feira (26/02/2018) deixando uma ampla e reconhecida trajetória em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, homenageada nacionalmente em 2011 quando recebeu da presidente Dilma Rousseff o maior reconhecimento do governo brasileiro sobre direitos humanos: o Prêmio Direitos Humanos, na categoria Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

“É difícil conviver com a perda de mentes brilhantes e corações abertos que se traduzem em militância para causas tão nobres quanto pouco consideradas. Assim sinto a saída de Wanderlino Nogueira Neto do nosso convívio e da constante luta em defesa das crianças e adolescentes”, comenta Maria Thereza Marcilio, presidente da Avante. Para ela, uma falta relevante, em especial, pelo momento em que vivemos no país. “Mais difícil ainda quando atravessamos um período crítico da nossa história, que tem se caracterizado por perdas diárias de direitos arduamente conquistados ao longo dos últimos trinta anos. Se a falta dele seria muito sentida, nesse contexto é praticamente irreparável. Para nós que ficamos, essa partida nos coloca o imperativo com a mesma causa, afirmando: Nenhum direito a menos!”, finaliza.

Trajetória:

Wanderlino Neto, aposentado como Promotor de Justiça, deixa um importante legado, em especial na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, com conquistas em nível nacional e internacional. Foi, por exemplo, um dos fundadores do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (CEDECA Bahia) e seu primeiro presidente. Atuou como articulador da Rede Nacional de Centros de Defesa e de núcleos de estudos do Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FNDCA), Secretário Nacional do FNDCA, consultor para o UNICEF e UNESCO no Brasil, além de Coordenador do grupo de monitoramento da situação da infância e adolescência no país para o Comitê de Genebra (ANCED-DCI/Coligação da Sociedade Civil). Wanderlino Neto participou da elaboração do primeiro relatório da sociedade civil sobre a situação da infância e adolescência no Brasil para as Nações Unidas, protagonizado pela ANCED/DCI, em 2004.

Foi ainda, membro do Comitê dos Direitos da Criança do Alto Comissariado para Direitos Humanos da ONU, pesquisador do Instituto Nacional de Direitos Humanos da Infância e da Adolescência (INDHIA) e coordenador de Projetos de Formação da Associação Brasileira dos Magistrados e Promotores da Infância e Juventude (ABMP). Recebeu o Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos, categoria Cidadania, concedido pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, por ocasião da mobilização em torno do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – 18 de maio. Deixa também uma obra literária de grande importância na área dos Direitos Humanos.