Notícias

Líderes comunitários de Calabetão, Jardim Santo Inácio e Mata Escura celebram certificação no Comunidades Ativas

22/12/17 11:10 - Notícias

22 de dezembro de 2017

“Espero que o Comunidades Ativas se traduza em uma prática de muita atividade, uma atividade com reflexão, que pressupõe pensamento e transformação, porque é disso que nós precisamos no País. Estamos em uma fase que exige de todos nós um compromisso muito grande com a melhoria de todos, em fazer alguma coisa para deixar esse mundo melhor do que o que a gente encontrou. E vocês são um sinal de esperança”, disse a presidente da Avante – Educação e Mobilização Social, Maria Thereza Marcilio, aos formandos do Comunidades Ativas.

A fala foi feita na mesa de abertura do evento de certificação dos agentes sociais de Calabetão, Jardim Santo Inácio e Mata Escura, em uma noite de muita celebração, no auditório da UNEB, na segunda-feira (18/12/2017). “Hoje, nós estamos mais unidos, com a cabeça mais aberta para intervir, buscar conhecimento, para fazer aquilo que a gente aprendeu na sala de aula. O que fica do legado para a gente é a união dessas três comunidades, vestir a camisa, sentir a dor do outro. Hoje, eu posso dizer que sou um líder comunitário, um agente comunitário que pode estar presente. E sei os caminhos, as estratégias para chegar aonde eu quero”, afirmou Adilson Silva, agente social de Mata Escura.

Relembre alguns momentos:

Trocando em Miúdos: intercâmbio revigora lideranças para o trabalho na comunidade

Lideranças compartilham experiências e desconstroem estereótipos sobre a vida comunitária

Comunidade de Mata Escura discute cenário político e social do Brasil

Intervenções aproximam contexto comunitário do poder público

O evento marca o fechamento de um ciclo, como lembrou o diretor executivo do Instituto Camargo Corrêa, João Teixeira. “Esse evento, na verdade, não começou em abril deste ano, com o curso de formação. Ele começou no início de 2016, quando começamos a discutir um projeto que poderia fortalecer a região, as comunidades. Então, a gente pensou que a primeira coisa a fazer, para saber o que era necessário, era um diagnóstico, que a gente chamou de Diagnóstico Socioterritorial dos bairros Mata Escura, Calabetão e Jardim Santo Inácio, junto com a Avante. Na experiência do Instituto Camargo Corrêa, esse foi o diagnóstico mais completo que nós vivenciamos no Brasil inteiro.”

João Teixeira também participou da mesa de abertura, junto a Maria Thereza Marcilio, ao consultor associado da Avante e coordenador do projeto na instituição, José Humberto Silva, ao gestor de Comunicação e Ouvidoria da CCR Metrô Bahia, Daniel Marinho, e à assessora da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação da UNEB, Eliene Maria da Silva.

Parceria

Fruto de uma parceria entre o Instituto Camargo Corrêa, Consórcio Mobilidade Bahia, CCR Metrô Bahia, Instituto CCR, a UNEB e a Avante – Educação e Mobilização Social, o projeto Comunidades Ativas teve eixos formativos que vão desde o conhecimento da realidade local, até o planejamento e sustentabilidade das organizações sociais, de modo a contribuir para o fortalecimento da atuação dos agentes sociais de Calabetão, Jardim Santo Inácio e Mata Escura, e para uma ação comunitária qualificada.