Notícias

Grupo de Crianças do Calabar vai ao teatro pela primeira vez

26/09/14 09:49 - Notícias

26 de setembro de 2014

Grupo de Crianças do Calabar vai ao teatro pela primeira vezUm grupo formado por meninos e meninas entre 8 e 12 anos, moradores do Calabar, integrantes do projeto Infâncias em Rede, visita um teatro pela primeira vez e vivencia o universo das artes cênicas. Ivanna Castro, consultora técnica do projeto, conta que o momento foi proporcionado com o intuito instrumentalizá-las para a produção de uma peça que estão criando para informar a comunidade sobre a Lei Menino Bernardo (ou Lei da Palmada – nº 13.010/2014).

O Grupo, com o apoio do projeto Infâncias em Rede, vem se mobilizando para mudar uma realidade enraizada na cultura  e assim garantir o direito de “serem educadas e cuidadas sem o uso de castigos físicos ou de tratamentos cruéis ou degradantes”,  conforme determina a lei. Após  a vivência no universo cênico na sexta-feira, 19 (setembro), as crianças deram início aos ensaios da peça na última quarta feira, 24.

As crianças do Calabar assistiram ao espetáculo de dança comtemporanea Vous Doux, da Fraktal Cia de Dança e foram convidadas, em seguida,  por Felipe Benevides, que integra a equipe do Espaço Xisto, para assistiram ao ensaio de outro grupo de dança que trabalhava no local. Embalados pela magia do teatro, as crianças também visitaram uma sala de ensaio vazia e exploraram o espaço livremente com muita brincadeira. Ivanna Castro conta que uma das crianças sugeriu a realização da brincadeira do espelho, que elas já costumam fazer durante os encontros do projeto: “Na brincadeira eles repetem os movimentos de quem esta no centro da roda. Todos os movimentos são livres e todos se integraram à brincadeira”, conta. E então foram para o momento final da visita – conhecer o camarim.

J. B. 10 anos, conta que gostou muito de ter ido ao espetáculo e que teve muitas ideias para a peça do grupo.”Eu estou adorando fazer a peça. É a primeira vez que participo da elaboração de um espetáculo”, diz a menina que interpretará uma criança que sofre castigos físicos.

S.D. 14 anos, que interpretará a vizinha que denuncia a madrasta da personagem de J.B por castigos físicos, fala um pouco da sua dificuldade de participar das reuniões do projeto. “Se eu faltar mais uma vez o curso eu vou ter que largar a peça. Muitas vezes tenho que sair para fazer compras com a minha mãe, ou arrumar a casa. Acho importante ir para as reuniões, só que também tenho um compromisso com ela”, diz .

As crianças do Grupo do Calabar não esqueceram o importante papel desempenhado pelo conselheiro tutelar em situações como a abordada na peça. Quem interpretará o conselheiro será F.O. 14 anos que, ao ser questionado sobre o tema da peça, destaca: “tem a ver com a realidade de alguns de nós”.

O projeto Infâncias em Rede é executado pela Avante com o apoio da Fundação Bernard van Leer, e parceria da Fundação Xuxa Meneghel. O objetivo do projeto é desenvolver e articular estratégias de participação infantil a partir da escuta e consulta da primeira infância – crianças até 6 anos. Além de criar condições para que elas possam expressar suas necessidades e desejos, de forma a possibilitar que suas falas colaborem com a implementação de ações que impactem na promoção, garantia e proteção de seus direitos. O projeto também procura estimular que crianças mais velhas possam advogar pelo direito de crianças mais novas.