Notícias

Gestora da Avante participa de seminário sobre avaliação da Educação Infantil

01/09/14 09:55 - Notícias

1 de setembro de 2014

Vernissage reúne produção das crianças e revela o brincar cotidianoÀ convite da Diretoria de Orientações Técnicas (DOT), da Secretaria Municipal de Educação (SME) de São Paulo, Maria Thereza Marcilio, gestora institucional da Avante – Educação e Mobilização Social, foi uma das palestrantes do II Seminário Regional Qualidade e Avaliação na Educação Infantil. O evento aconteceu no dia 21 de agosto na região de Campo Limpo, na cidade de São Paulo e apresentou dados da experiência de utilização dos Indicadores da Qualidade na Educação Infantil em um diálogo com outras experiências realizadas no país, com a participação de convidados para falar sobre o tema.

O Seminário integra uma série de ações da SME-SP, realizadas para incentivar a utilização dos indicadores desenvolvidos pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC – 2009) pelas Unidades de Educação Infantil (UE) do município. De acordo com Sonia Larrubia Valverde, responsável pelo DOT Educação Infantil, da SME-SP, a presença de Maria Thereza no seminário foi de extrema importância devido ao seu conhecimento sobre o tema e à sua experiência de incidência política na Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) e na Avante – Educação e Mobilização Social.

Maria Thereza teceu considerações sobre a importância da avaliação e o uso dos indicadores, e apresentou o trabalho voluntário executado pela Avante, em 2008, quando a instituição realizou a testagem dos indicadores em quatro instituições de Educação Infantil, sendo uma pública, uma privada, uma conveniada e uma filantrópica.

Efervescências

O objetivo do II Seminário foi dar possibilidade para que as Unidades da rede municipal de educação de São Paulo que utilizaram os indicadores compartilhassem suas experiências com as demais. A palestra de Maria Thereza colaborou com a reflexão e fomentou o debate sobre o tema. Foram realizados sete seminários regionais com o intuito de contemplar as diversas regiões da cidade de São Paulo: Santo Amaro, São Miguel, Freguesia do Ó, Itaquera, São Mateus, Butantã e o já mencionado, Campo Limpo.

“O tema da avaliação está em permanente efervescência”, comenta Maria Thereza. “A iniciativa foi boa porque a rede de São Paulo é muito grande. Segundo eles, 20% da rede esta fazendo uso dos indicadores e isto significa 441 unidades”, comentou. Maria Thereza acredita que a iniciativa da SME – SP é um incentivo para que os municípios se organizem para utilizarem os Indicadores como ferramenta para avaliação e planejamento. E que para a rede municipal de S.P. é uma oportunidade de atualizar a ferramenta e atender as especificidades desta rede.

Investimento em qualidade

O trabalho da SME – SP teve início em outubro do ano passado (2013) com a realização do I Seminário Regional Qualidade e Avaliação na Educação Infantil. O evento deu início a diálogos sobre os Indicadores de Qualidade na Educação Infantil, além de abordar temas como os princípios da pedagogia da infância e a importância da avaliação e auto avaliação das UE na consolidação de uma política pública de qualidade para Educação Infantil. Na ocasião foi promovido também uma análise e um debate sobre o documento: Indicadores da Qualidade na Educação Infantil (MEC, 2009), e feito um convite à sua aplicação nas UE.

As Unidades que optaram por utilizar os indicadores de qualidade como instrumento de auto avaliação participativa tiveram uma formação com a Prof.ª Bruna Ribeiro, da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo. Algumas delas realizaram a aplicação no final de 2013, e outras, no início de 2014. O II Seminário foi uma oportunidade para essas instituições socializarem a experiência e apresentarem demandas para a própria unidade, para as diretorias regionais de Educação e para a secretaria.

O processo vivenciado pela cidade de São Paulo será registrado pela Coordenação de Educação Infantil (COEDI/MEC) com o intuito de contribuir para a revisão dos Indicadores da Qualidade na Educação Infantil Nacionais.

O processo vivenciado pela cidade de São Paulo será registrado pela Coordenação de Educação Infantil (COEDI/MEC) com o intuito de contribuir para a revisão dos Indicadores da Qualidade na Educação Infantil Nacionais.