Familiares dialogam sobre ações do Estação Subúrbio na ESCOLAB

Palavras-chave:

13 de abril de 2018

Crianças e adolescentes (9 a 14 anos) estudantes da Escola Laboratório da Prefeitura de Salvador (ESCOLAB), de Alto de Coutos, estão sendo escutados e acolhidos em suas demandas sociais e recebendo apoio psicológico, atendimento social, motivação para os estudos e auxílio na garantia de seus direitos. A ação está sendo desenvolvida dentro da proposta do Balcão Psicossocial, tecnologia social desenvolvida pela Avante – Educação e Mobilização Social. A presença da instituição na Escola acontece por meio do projeto Estação Subúrbio – nos trilhos dos direitos (KNH), em parceria com a ESCOLAB.

A parceria vem acontecendo desde 2017 e em março foi realizado o primeiro encontro entre os pais e responsáveis de cerca dos 30 alunos, alguns já sendo atendidos pelo Projeto, outros, matriculados agora na instituição, foram mobilizados para encaminhamento. A reunião faz parte do cronograma de encontros dos familiares com a equipe pedagógica da ESCOLAB, que solicitou a participação do Estação Subúrbio, na perspectiva de contribuir  e participar da relação escola / família. Deise Nery, assistente social do projeto, e Glaucia Lara Borja, psicóloga que faz atendimento no Grupo Operativo, realizado dentro das ações do Balcão Psicossocial, fizeram uma apresentação do Estação Subúrbio para os pais e responsáveis presentes. O encontro foi finalizado com um breve atendimento para agendamento com alguns familiares que se já tem seus filhos atendidos pela iniciativa.

Uilton Lopes, diretor da ESCOLAB, ressaltou a importância da reunião. “Os pais expuseram diversas opiniões e ao final foi dada uma explicação formal sobre os temas tratados e discutidos. Nesse movimento, a participação das representantes do Estação Subúrbio foi muito pertinente e trouxe expectativas reais para o público presente, principalmente em relação à necessidade de serviço social e psicológico para nossas crianças e suas famílias”, disse o diretor. Segundo ele, a proposta foi muito bem aceita pelas famílias com uma percepção de que tanto a Escola, como a parceira Avante/Estação Subúrbio apresentam objetivos fundamentais para a comunidade, principalmente para os alunos.

Ivete Rodrigues, professora e coordenadora pedagógica da ESCOLAB, conta que, entre as famílias já atendidas pelo Projeto, houve uma avaliação positiva em relação à forma como foram encaminhadas em suas necessidades. Ela conta que a equipe do Estação Subúrbio fez uma prévia do que é o Balcão Psicossocial e do apadrinhamento – metodologia utilizada para inscrição da criança no Projeto, um momento no qual há coleta de informações relativas às criança e à família, mas que a equipe do Projeto, por meio de um escuta atenta, realiza um primeiro acolhimento dos principais desafios enfrentados por eles. “Ao final a equipe propôs uma dinâmica na qual os participantes, em uma grande roda, colocaram livremente suas opiniões sobre o que ficou do encontro. Surgiram palavras como confiança, parceria, alegria e outras do gênero. Importante frisar que a parceria entre o projeto Estação Subúrbio e a ESCOLAB foi fundamental para dar respostas a algumas famílias que têm filho em situação de risco, outras sobre medida protetiva e ainda com necessidades especiais”, concluiu a professora.