Notícias

Descortinando o conhecimento sobre crianças de 0 a 3 anos

30/06/16 14:48 - Notícias

30 de junho de 2016

Descortinando o conhecimento sobre crianças de 0 a 3 anosRose Bonfim, hoje coordenadora do Fórum Baiano de Educação Infantil (FBEI) – instituição criada a partir de uma comissão articulada e organizada pela Avante em 2002, atendendo a um pedido da UNICEF -, era educadora de uma creche comunitária em Massaranduba (Salvador – BA) quando conheceu a Avante – Educação e Mobilização Social. A educação do país acabara de ganhar uma forte aliada – a Lei de Diretrizes e Bases (LDB 9394/96), o que levaria a migração das creches da assistência social para a educação.

No momento no qual a educadora da creche conheceu a instituição, esta via no cenário dessa transição a oportunidade de contribuir com o fortalecimento das creches e qualificar do atendimento às crianças de 0 a 3 anos. A ação resultou na criação da ACREDITE – Associação de creches e pré-escolas comunitárias e filantrópicas de Salvador, do qual Rose Bonfim participou ativamente. “Na época, dois anos após a promulgação da LDB, a Avante fez uma formação dos educadores leigos que trabalhavam em creches comunitárias, filantrópicas e confessionais. Tudo que foi ensinado sobre Educação Infantil, se apresentava para mim como se o mundo estivesse abrindo as cortinas do conhecimento, senti uma empatia imediata e o forte desejo de ser tão competente quanto as consultoras que ali estavam”.

De lá para Rose esteve à frente da ACREDITE por alguns anos e hoje coordena o FBEI, também criado pela Avante em 2002. “Os impactos sociais que a Avante provoca são relevantes e significativos, pelo fato da equipe estar sempre atenta à legislação educacional vigente, às concepções de criança e infância, às lutas pelas garantias de direitos, e por contribuir nas discussões de políticas públicas”.

O contato com a instituição, segundo ela, foi um divisor de água em sua profissão.  “Devo afirmar que a Avante impactou a minha vida pessoal e profissional. Esse encontro foi um divisor de águas e sou muito grata pelas aprendizagens, partilhas e possibilidades que me foram proporcionadas ao conhecer a instituição. Que venham mais 20 anos, o Brasil, a Bahia, e especialmente Salvador são privilegiados com a sua existência. Ao ouvir sobre a Avante, penso em: educação de qualidade, competência, compromisso e inovação”, diz a coordenadora do FBEI.