Notícias

Crianças e Adolescentes soltam a voz na X Conferência Municipal pela garantia de seus direitos

30/11/18 14:55 - Notícias

30 de novembro de 2018

A equipe do projeto Estação Subúrbio – nos trilhos dos direitos (Avante e KNH) marcou presença na X Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Salvador, que aconteceu nos dias 21 e 22 de novembro. Camila Souza, educadora brincante do Estação e Deise Nery, assistente social do projeto, acompanharam João Vitor, morador da Ocupação Quilombo do Paraíso, no Subúrbio Ferroviário de Salvador – área de atuação do projeto – e integrante do grupo do Teatro do Oprimido. João Vitor participou em nome das crianças e adolescentes do Estação Subúrbio.  

Durante a abertura do evento, que aconteceu no Centro Batista Educacional Clériston Andrade (CECOM), no bairro do Garcia, Melissa Santos, estudante de Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, na UFBA, chegou com firmeza dando seu relato sobre a participação desse público em outros eventos como esse. “Não gostaria que acontecesse o que já vi em outras Conferências: adultos silenciando vozes de crianças e adolescentes. Adultos, saibam seu papel, pois os protagonistas são eles e elas. O lugar do adulto é ao lado e não na frente (…) Eu já ouvi em Conferência Estadual: ‘o que o adolescente estava fazendo aqui?’ Sendo que a maioria das propostas aprovadas tinham saído elaboradas por eles”, disse Melissa.

A organização atendeu as expectativas e abriu espaço de fala para os maiores interessados em tudo a que se propunha discutir ali. Crianças e adolescentes, representantes das prefeituras bairros de Salvador, se colocaram sobre si e sua realidade, e puderam ajudar a apontar caminhos para a garantia de direitos. “Foi muito boa a estratégia da organização da X Conferência Municipal”, avaliou José Humberto, consultor associado da Avante – Educação e Mobilização Social que está representando a instituição no Grupo Gestor do Comitê de Prevenção de Homicídios de Crianças, Adolescentes e Jovens, que foi lançado durante a X Conferência.

A estratégia permitiu, além do espaço de fala para os adolescentes e crianças, que eles participassem de discussões sobre a temática e ajudassem a elaborar cinco propostas, dentre elas duas prioritárias, por eixo, para aprovação na plenária final. Pra tanto, a organização da X Conferência distribuiu os presentes em grupos, divididos por eixos. João Vitor ficou no eixo sobre Prevenção e Enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes, que ele aproveitou como oportunidade para se posicionar sobre a realidade da Ocupação no que diz respeito a abordagem policial, racismo institucional e o que significa ser morador da Ocupação e sofrer preconceito no contexto escolar.

Deise Nery, assistente social do Estação Subúrbio, participou do grupo que discutiu: Espaços de gestão e controle social das Políticas públicas de promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente; e a educadora brincante do projeto, Camila Souza, ficou com o grupo que refletiu sobre Participação, comunicação social e protagonismo de crianças e adolescentes. Todo o material coletado será utilizado como propostas de políticas públicas para Conferencia Territorial e posteriormente para a Estadual.

Estação Subúrbio

O Estação Subúrbio visa a redução da violência comunitária urbana, sobretudo de crianças e adolescentes, com ações que estimulem o envolvimento de atores da comunidade na defesa dos direitos desse público, em colaboração para o desenvolvimento infantil, o cuidado com o ambiente comunitário, promovendo o sentimento de pertença e a qualidade nas relações interpessoais.