Notícias

Avante no IV Encontro Internacional contra o Trabalho Infantil

09/09/13 09:26 - Notícias

9 de setembro de 2013

iv encontro internacionalErradicar o trabalho infantil é um compromisso internacional, partilhado por governos, organizações sociais, professores, pesquisadores, empresas, famílias e membros da comunidade em geral.

O trabalho coordenado para combater as piores formas de trabalho infantil foi o tema da mesa mediada por Ana Luiza Buratto durante o IV Encontro Internacional contra o Trabalho Infantil do Brasil. Ana apresentou a experiência do projeto Todos Juntos, que atua no fortalecimento e articulação de instituições integrantes do sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente na luta pela prevenção e combate ao Trabalho Infantil nos municípios do Território da Bacia do Paramirim. O projeto é executado pela Avante, por meio da Linha de Formação para Mobilização e Controle Social, em parceria com a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (SETRE).

O Encontro foi realizado no último dia 26 de agosto, em São Paulo, pela  Fundação Telefônica Vivo com a assistência técnica e a colaboração da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da UNESCO e teve como objetivo apresentar experiências bem-sucedidas para combater esta problemática a partir de diferentes setores da sociedade e debater e refletir sobre os avanços alcançados. Dividido em salas temáticas, estiveram presentes cerca de 300 participantes que debateram temas relacionados às ações de enfrentamento às piores formas de trabalho infantil. Ana Luiza abordou a importância de uma atuação mais efetiva na luta pela prevenção e pelo enfrentamento/erradicação do Trabalho Infantil. A coordenadora apontou ainda para o fato de que muitas vezes as crianças trabalham em casa: “Há uma ambiguidade entre o trabalho infantil e o local de vivência, então é comum a gente escutar as famílias dizendo ‘mas ele ou ela não está trabalhando, está só ajudando'”. Outra questão é que “algumas das piores formas de trabalho infantil estão relacionadas a atividades ilícitas, como tráfico de drogas e exploração sexual, o que torna o combate mais complexo”, completou Ana Luiza.

Para traduzir o que Ana falou foi exibido parte do vídeo Programa de Fortalecimento Institucional para Contribuir com a Prevenção e Eliminação do Trabalho Infantil (http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=1tx8-eqTAWQ), desenvolvido pela Linha de Formação para Mobilização Social da Avante em parceria com a OIT. O documentário retrata o desenvolvimento das ações da instituição no território e a sistematização das necessidades e ações prioritárias ao fortalecimento das instituições locais para a implementação de ações nesta área. “Acredito que minha mensagem chegou da melhor maneira possível, os participantes da mesa entenderam o que é o Todos Juntos e o quanto ele é importante para compreender o trabalho infantil”, disse a Ana Luiza.

O IV Encontro Internacional contra o Trabalho Infantil foi articulado em torno de quatro encontros sub-regionais. O primeiro deles aconteceu em Quito – Equador, o segundo no Panamá e o terceiro na Cidade do México, sendo o último em São Paulo. Nestes encontros houve a participação de representantes da Argentina, Brasil, Chile, Paraguai, Uruguai e Venezuela, com o objetivo de contribuir para a Conferência Mundial de 2013 com as considerações da América Latina na eliminação do trabalho infantil e, mais especificamente, analisar os avanços e desafios restantes para alcançar o objetivo de eliminar as piores formas de trabalho infantil até 2016. A conferência será celebrada em Brasília, em Outubro de 2013, e terá como tema principal abordar as estratégias para acelerar o ritmo de erradicação das piores formas de trabalho infantil.