Notícias

Agora é só fazer as malas! IX Trocando em Miúdos fecha grupo para intercâmbio em Berlim e Budapeste

16/07/19 10:11 - Notícias

16 de julho de 2019

Vagas esgotadas. Quinze (15) profissionais interessados na Abordagem PiIkler (crianças de 0 a 3 anos) partem para uma imersão com profissionais e espaços de referência em Berlim (Alemanha) e Budapeste (Hungria). Com as malas cheias de sensibilidade e desejo de aprender, o grupo integra o IX Trocando em Miúdos – intercâmbio internacional, que será realizado pela Avante – Educação e Mobilização Social, entre os dias 11 e 19 de outubro.

Composto por diversos profissionais de norte a sul do Brasil, o grupo conta com a participação da enfermeira alagoana Priscila Kelly. Ela relata que conheceu a Abordadem Pikler quando se tornou mãe, ao procurar um espaço que dialogasse com sua visão de cuidado com a filha. “O que presenciei foi lindo e muito tocante, do ponto de vista de cuidado, autonomia e pela primeira vez ouvi o termo Abordagem Pikler e, desde então, não passo um dia sequer, sem ler sobre o assunto”, disse.   

Durante as visitas, os participantes conhecerão o Atelier StrandGut de Experimentos, em Berlim, um espaço histórico de movimento e jogos livres, onde poderão dialogar com Ute Strub, psicoterapeuta que trabalhou, nos anos 70, diretamente com Emmi Pikler, idealizadora da Abordagem. Ainda em Berlim, haverá uma palestra com Monika Aly, diretora executiva da Pikler Gesellschaft e fisioterapeuta experiente em neuropediatria e desenvolvimento, além de terapeuta familiar sistêmica.  Partindo para Hungria, terra natal de Emmi Pikler, o grupo do Intercâmbio fará um mergulho no Fundação Lóczy para crianças e nesse privilegiado local poderá conviver e ouvir formadoras como Anna Tardós (filha de Pikler), Szusza Libertiny, Eszter Mózes, Jutka Keleman, entre outras.

Sobre a expectativa para viagem, Priscila fala do seu desejo de conhecer de perto o Instituto Emmi Pikler-Lóczy. “Espero absorver o máximo possível o que a Ute tem para nos passar e ter uma vivência profunda nesses dias. Entrando de corpo e alma nesse projeto que tem tocado meu coração de forma tão boa”, disse.

A pós-doutora em sociologia da infância pela Universidade do Minho (Braga/Portugal), Ordália Almeida, participou do VI Trocando em Miúdos para Barcelona e Paris (2014), e integrou o grupo que fez um mergulho formativo nas associações Pikler Lóczy (Paris) e Rosa Sensat (Barcelona), em contato com abordagens inovadoras para crianças de 0 a 3 anos. “Foi uma experiência bastante rica, de aprofundamento teórico, uma aproximação com a Abordagem. É muito diferente a leitura, a teoria, do que ver de perto a Abordagem na prática”, afirma. 

Em outubro (2019), Ordália embarca, mais uma vez no Trocando em Miúdos juntamente com a equipe pedagógica da Avante. Sobre a expectativa para viagem, Ordália fala do seu desejo de conhecer o berço da Abordagem Pikler e de reverberar os conhecimentos adquiridos no Intercâmbio: “parto com a ideia de construção de redes. Estamos nos formando pra que outras pessoas se formem, é muito importante essa disseminação do conhecimento, essa sociabilização”, disse.

O contexto que inspirou o desenvolvimento da Abordagem Pikler foi a cidade de Budapeste durante a Segunda Guerra Mundial (1946). A médica húngara Emmi Pikler fundou um abrigo na cidade com o objetivo de acolher crianças que tinham sido separadas de seus pais durante a guerra. Mais de 4 mil meninos e meninas passaram pelo que veio a ser o Instituto Emmi Pikler-Lóczy e chamavam a atenção pelo desembaraço, segurança, alegria, confiança no adulto e bom desenvolvimento emocional.