Notícias

#20anosAvante pela conscientização, libertação e transformação social

22/07/16 14:08 - Notícias

22 de julho de 2016

20anosAvante pela conscientização, libertação e transformação socialMilitante pela Educação Infantil de qualidade, sem dúvida, Cida Freire atuou como assessora pedagógica do projeto Paralapracá no ciclo I (2010 – 2012), em Jaboatão dos Guararapes e no ciclo II (2013 – 2016), em Olinda, ambos municípios de Pernambuco, até que alçou voo e aceitou o convite para ocupar o cargo de gerente de educação infantil do Estado. Uma conquista dela, mas também para a proposta de qualidade da Educação Infantil defendida pela Avante – Educação e Mobilização Social, executora do Paralapracá, de iniciativa do Programa Educação Infantil do Instituto C&A.

No tempo em que atuou no Paralapracá, Cida envolveu-se intensamente com a proposta defendida pela Avante. “Conheci a instituição quando da seleção de assessoria para o Paralapracá, que é um recorte do projeto maior da Avante, que defende e garante uma sociedade justa e igualitária”.

O Paralapracá, cuja tecnologia social passou a integrar o Guia de Tecnologias do MEC em 2015, conferindo notório saber à Avante na formação continuada de profissionais de Educação Infantil, Cida defini como “sinônimo de empatia”. “É uma iniciativa que olha para o outro (pessoas ou organizações) e enxerga o que há de potência, que movimenta os saberes e experiências locais construídos historicamente e socializados pela humanidade”.

Para ela, a atuação da Avante faz-se imprescindível para uma sociedade que ainda não compreende seu poder ontológico e ainda vive a internalização da exclusão. “O nome ‘Avante – Educação e Mobilização Social’ tem para mim uma sonoridade especial, lembra empoderamento. Empoderar pessoas e organizações é uma opção política e ética da Avante. Mas, acima de tudo, afetiva, o que a torna especial. Pensar no ser humano em sua inteireza! Uma opção pelo desenvolvimento das pessoas e das organizações com respeito, cuidado, autonomia, criticidade, solidariedade, justiça e amor”.

“Avante pela conscientização, libertação e transformação social, como defendia o nosso querido Paulo Freire”, encerra.