Notícias

#20anosAvante – Jovens em Ação realizam sonho de transformação na comunidade do Calabar

09/09/16 14:17 - Notícias

9 de setembro de 2016

Uma história de envolvimento, transformação e troca de experiências entre jovens que nasceu do incentivo à ação voluntária no projeto Consórcio Social da Juventude. A Avante – Educação e Mobilização Social desenha uma forma própria de voluntariado e gera impactos até hoje sentidos na comunidade do Calabar, fazendo história nos #20anosAvante.

Estamos falando do projeto Jovens em Ação (2005), que contou com acompanhamento e apoio técnico da Avante a jovens moradores da comunidade do Calabar, em Salvador (BA), para a realização de trabalho voluntário exigido pelo Consorcio Social da Juventude. A ação transformou o seu entorno, impactou na vida de crianças, adolescentes, jovens e adultos da comunidade, além de funcionários das lojas C&A Modas e um grupo de adolescentes canadenses que veio ao Brasil para um intercâmbio.

Apoio e orientação para o trabalho voluntário oferecido pela Avante 

A Avante atuava como âncora do Consórcio Social da Juventude, programa do Ministério do Trabalho Emprego e Renda (MTE), que previa a ação voluntária dos jovens que estavam sendo formados para o mundo do trabalho. “Pela lei, os jovens deviam realizar alguma ação para receber a bolsa que era oferecida pelo programa do MTE. Então, o que justificaria a bolsa legalmente seria o voluntariado”, explica Rita Margarete, consultora associada da Avante que coordenou a iniciativa ao lado de Fabiane Brazileiro, também consultora associada da instituição na ocasião.

Cada instituição envolvida com o Consócio Social da Juventude tinha a liberdade de definir com os jovens em formação qual o tipo de voluntariado que realizariam. Na época, 1500 jovens soteropolitanos estavam envolvidos com a iniciativa. A Avante pôs a articular ideias: “pela experiência que já tínhamos com o voluntariado do Instituto C&A, nos inquietamos e decidimos ir por um caminho próprio, propondo as/os jovens que sonhassem e se permitissem imaginar o que queriam, efetivamente, transformar na sua comunidade por meio do voluntariado”, resgata Rita. “Foi muito lindo, porque os/as jovens do Calabar sonharam, planejaram e realizaram.”

A proposta foi muito discutida com os jovens, que foram apoiados por uma diversidade de profissionais, entre eles psicólogos. Eles enumeraram seus sonhos, que iam desde saneamento básico, reforma de praças, à pacificação da comunidade. “Eles queriam mudar uma gama de coisas. Mas questionamos o que, efetivamente, eles próprios poderiam transforma na comunidade”, ponderaram as formadoras da Avante, lembra Rita Margarete.

A falta de acesso a acervo escrito foi uma das questões surgidas nas rodas de conversa. “O Calabar era uma comunidade que não tinha, e ainda não tem, uma banca de revista se quer. As crianças precisavam ir para a Biblioteca Central para ter acesso a algum tipo de leitura e isso exigia que fossem andando porque não tinham dinheiro”, conta Rita Margarete. O grupo começa, então, a pensar na promoção de um espaço de leitura como uma possível ação de transformação. Começa a nascer o desenho da Biblioteca Comunitária do Calabar, que para se tornar realidade envolveria ações para organização do acervo; formação de mediadores de leitura e gestão da biblioteca.

O apoio financeiro e técnico foi conseguido junto ao Instituto C&A, que iniciava o projeto Prazer em Ler, de fomento à leitura. Na ocasião, a Avante atuava no projeto de Fortalecimento da Ação Voluntária do Instituo C&A que passou a focar sua atuação em projetos nessa mesma linha. Dessa forma, a Avante apoiou e orientou a organização do acervo literário para os funcionários das lojas C&A Modas de Salvador e fez formação de mediadores de leitura, entre os voluntários do Instituto. Os voluntários das lojas do shopping Barra e Iguatemi (hoje Shopping da Bahia) escolheram o Calabar para fazer o seu voluntariado e tornaram-se (co)construtores/organizadores da biblioteca do Calabar.

Além dos voluntários do Instituto C&A, a Avante articulou, ainda, o envolvimento de adolescentes de Quebec (Canadá), que estavam fazendo um intercâmbio no Brasil. A história da construção da Biblioteca Comunitária do Calabar tornou-se um capítulo especial nos #20anosAvante. E esse espaço tornou-se um elemento transformador na comunidade. “Pra se ter uma ideia, as crianças do Calabar começaram a participar de eventos literários promovidos pela Fundação Pedro Calmon recebendo cachê para isso”, recorda Rita Margarete. A Biblioteca, juntamente com a Avante, foi uma das idealizadoras da Rede EmRedando Leituras, e está em pleno funcionamento.