Notícias

#20anosAvante Florescendo vidas por meio da Economia Solidária

17/10/16 14:37 - Notícias

17 de outubro de 2016

Após a semeadura da Economia Solidária (ECOSOL) no Calabar – Salvador (BA) -, por meio do projeto Grãos: cultivando em parceria para colher autonomia, a Avante – Educação e Mobilização Social inicia o acompanhamento dos grupos produtivos criados pelo projeto, visando o fortalecimento das cooperativas fomentadas nas comunidades Calabar, Alto das Pombas e Roça da Sabina. Nasce o Florescer: fortalecendo mulheres para o desenvolvimento local  (2012 – 2014), a partir de um pedido da própria comunidade do Calabar à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE) para que a instituição fizesse esse acompanhamento.

A partir da parceria estabelecida com a SETRE, além de atuar no fortalecimento do que já fora fomentado, são criados mais dois empreendimentos: um de estética afro (primeiro na categoria na Bahia) e outro de alimentação, dando continuidade a uma história de fomento à Economia Solidária, que segue firme até os dias de hoje, #20anosAvante.

Além do acompanhamento da gestão dos grupos, utilizando a tecnologia social de Fomento e criação de grupos produtivos desenvolvida pela Avante, foi implementado, com o apoio de uma profissional, o acompanhamento psicológico desses empreendimentos. As reuniões aconteciam por empreendimento, mas também entre eles, por meio dos “Encontrões Florescer”, organizados trimestralmente como uma estratégia para integrar os grupos produtivos, nos quais as cooperadas vivenciam dinâmicas que dizem respeito à sua vida profissional e pessoal e permitiam aos grupos refletir sobre seus passos, seus objetivos, metas e prospecção do futuro de forma equilibrada e consciente.

“Foram momentos de experiências pessoais e de grupo que deram suporte para a continuidade das cooperativas, além de ser uma oportunidade para a troca de experiências e o compartilhamento de desafios e sucessos”, conta Fabiane Brazileiro, na ocasião consultora associada da Avante e coordenadora do projeto, sobre a prática que foi replicada por outras instituições que também trabalham com ECOSOL, como ferramenta importante para o fortalecimento dos grupos produtivos.

Festival Florescer de Economia Solidária

Ao longo dessa caminhada, na militância da ECOSOL, Fabiane lembra que havia o desejo de realizar uma “feirinha maior” para o escoamento dos produtos das cooperativas. Tendo a SETRE como parceira, foi nascendo o Festival Florescer de Economia Solidária que deixou fortes marcas no meio. Foram realizados quatro Festivais de dois dias de duração, com o envolvimento de grupos produtivos de toda a Bahia.

Durante os festivais as mulheres participavam de rodas de diálogo sobre economia solidária e vendiam seus produtos. Além da comercialização, foi dada oportunidade para apresentações de artistas populares que não tinham espaço para mostrar sua arte, como o Balé É vida, do Nordeste de Amaralina; shows de hip hop; street dance; além da apresentação dos bombeiros de Salvador; reisado de mulheres, dentre outros. “Essa execução foi uma aprendizagem e a realização de um sonho profissional. Assim foi a Avante na minha vida: trabalho sério, dedicação, aprendizagem e conquistas!! (Sem perder a ternura e o sorriso, jamais!!!!!)”, celebra Fabiane Brazileiro, que ainda coordenou o projeto É Dia de Feira Solidária, levando a prática da Economia Solidária para dentro de uma das maiores feiras livres da América Latina – a Feira de São Joaquim.