Notícias

#20anosAvante Central de Cursos

24/01/17 14:07 - Notícias

24 de janeiro de 2017

24 01 17_#20anosAvante Central de Cursos (1)Já atuando como ONG, em 1999, a Avante – Educação e Mobilização Social passa a realizar, paralelamente à prática do Trocando em Miúdos, uma ação chamada Central de Cursos. A atividade da Central de Cursos consistia em trazer especialistas em educação de renome nacional e internacional, para participar de seminários abertos e discutir questões que, na época, eram extremamente polêmicas para o país.

“Esses seminários tinham uma participação muito expressiva, ás vezes, de mil a mil e quinhentas pessoas”, disse Maria Thereza, consultora associada fundadora da Avante, puxando pela memória nomes como Emília Ferreiro, psicóloga e pedagoga argentina, doutora pela Universidade de Genebra, sob a orientação de Jean Piaget; Mirta Castedo, da Univesidade de La Plata e Ana Maria Kaufman, da Universidade de Buenos Aires (2001), que vieram falar sobre linguagem e alfabetização; Peter Bryant/University of Oxford, para falar de construção de linguagem, Terezinha Nunes/Institute of Education – University of London; Délia Lerner/Universidade de Buenos Aires (1996); Bartolomeu Campos de Queiroz e Eliana Yunes, que trazem uma abordagem inovadora para a literatura / Fundação Biblioteca Nacional (PROLER); Lúcia Browne (2003), para falar sobre processos de alfabetização; Gordon Wells/OISE, para falar sobre processos de aprendizagem da criança na perspectiva construtivista e ligada à linguagem.

A lista de nomes é grande e de peso e continua: Zoia Prestes (2010); Oscar Trujillo (2002); Angela Kleiman; Lucia Peçanha e Sandra Magina (2000). Muitos deles participaram dos cursos de pós-graduação Latu Sensu, organizados pela Avante. “Nós fizemos uma parceria, primeiro com a Universidade de Feira de Santana -UEFS(1997), depois com a UNEB [Universidade do Estado da Bahia] (2000), e promovemos cursos de especialização para professores de Educação Infantil e séries iniciais”, recorda Maria Thereza. A instituição formou turmas de 30 alunos para abordar questões em voga na época sobre aprendizagem da leitura, alfabetização, literatura e matemática, tornando-se pioneira na discussão sobre alfabetização no Brasil.

A partir de articulações institucionais a Avante trouxe, ainda, a equipe do Projeto Zero, da Harvard University; Veronica Boix Mansilla e Paula Pogré (Universidad San Andrés – 2002); além de Sonia Kliass (2010), que veio falar sobre a abordagem Pikler-Lóczy. Este último tema foi novamente abordado em 2013 com a vinda de Maria Lúcia Peçanha, especialista na abordagem e membro da Red Pikler Nuestra America.

No ano seguinte (2014), a Avante trouxe Tânia Fortuna, doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e especialista no brincar, para um evento que reuniu representantes de escolas das redes pública e particular de ensino de Salvador, além de assessoras pedagógicas, supervisoras e gerentes da Educação Infantil das Redes Municipais de ensino de cinco municípios do Nordeste, parceiras do programa Paralapracá.

Tânia Fortuna e Maria Lúcia Peçanha vieram a Salvador na mesma época em que a instituição realizava o VI Trocando em Miúdos Intercâmbio Internacional que, nesta edição, levou 27 profissionais interessados em abordagens inovadoras para crianças de 0 a 3 anos para conhecer o trabalho desenvolvido pelas associações Pikler Lóczy, em Paris, e Mestres Rosa Sensat, em Barcelona.